O Jogo ao Vivo

Crime

Professor decapitado perto de colégio em França

Professor decapitado perto de colégio em França

A brigada antiterrorista francesa anunciou esta sexta-feira que foi chamada depois de um homem ter sido decapitado numa vila próxima de Paris. A vítima mortal é um professor de um colégio e o principal suspeito, abatido pela polícia, é o pai de um aluno.

A investigação deste caso continua, perto de uma escola na vila de Conflan Saint-Honorine, nos arredores de Paris, mas as autoridades suspeitam de "assassínio em conexão com uma organização terrorista" e "associação criminosa terrorista", segundo a brigada antiterrorista.

O Actu 17, uma publicação especializada em informação de segurança, diz que a vítima será um professor do colégio de Conflan Saint-Honorine, que teria mostrado em sala de aula caricaturas do profeta Maomé. Essa poderá ser a motivação do assassínio, que as autoridades estão a investigar. Os jornais franceses adiantam que o homem será pai de um dos alunos.

As autoridades foram chamadas para esta localidade, a 50 quilómetros a noroeste de Paris, quando um suspeito foi encontrado a rondar uma escola, segundo uma fonte policial.

No local, a polícia encontrou a vítima, um homem decapitado, e 200 metros mais à frente detiveram um homem que transportava uma arma branca e que ameaçou os agentes, que dispararam sobre ele, ferindo-o gravemente. O alegado autor do crime foi declarado morto, segundo a imprensa francesa.

Entretanto, foi montado um perímetro de segurança e acionados os serviços de desminagem, por suspeita de um colete explosivo. O ministro do Interior, Gerald Darmanin, que se encontra em viagem a Marrocos, decidiu regressar de imediato para Paris.

Outras Notícias