O Jogo ao Vivo

Sanções

Putin diz que é impossível o Ocidente isolar a Rússia

Putin diz que é impossível o Ocidente isolar a Rússia

O presidente russo, Vladimir Putin, avisou esta quinta-feira que é "impossível isolar a Rússia", referindo-se às sanções contra o seu país por causa da invasão da Ucrânia, e sublinhou que nenhum "polícia global" travará a sua independência.

"É claro que entendemos as enormes vantagens tecnológicas (...) de estar dentro das economias desenvolvidas. Não vamos desistir delas. Eles querem tirar-nos de lá. Mas, no mundo de hoje, isso é irreal, impossível", disse Putin, durante um discurso por vídeo para o Fórum Económico da Eurásia, que decorre em Bishkek, capital do Quirguistão.

O Presidente russo sublinhou que "ninguém conseguirá isolar a Rússia", criticando os países ocidentais por quererem que todos os outros "partilhem dos seus pontos de vista".

Putin enfatizou que desconsiderar os interesses de outros países na arena política e de segurança "leva ao caos e provoca crises económicas".

O líder russo explicou que nas economias desenvolvidas, nos últimos 40 anos, não se registaram os atuais níveis de inflação, enquanto o desemprego aumenta, lembrando que "as crises globais estão a agravar-se em áreas tão sensíveis como a alimentar".

Putin denunciou que o Ocidente está a tentar "conter e enfraquecer" os países que procuram o seu próprio rumo.

"Nenhum 'polícia global' será capaz de travar este processo de desenvolvimento. (...) Não há forças que lhe sejam suficientes e, devido a problemas internos, perderão a vontade de o fazer", argumentou Putin.

PUB

Sobre a saída de algumas empresas estrangeiras do mercado russo, Putin disse que esse cenário até pode ser positivo.

"Muitos dos nossos parceiros na Europa anunciaram a sua saída. Se olharmos para as empresas que estão a sair... até talvez seja melhor assim", ironizou o líder do Kremlin.

As mais recentes multinacionais a deixarem o mercado russo foram a loja de roupas britânica Marks & Spencer, a cadeia de "fast food" McDonald's, a seguradora Zurich ou a marca automóvel Renault.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG