Exclusivo

Tensão sobe na Ucrânia à velocidade dos mísseis de Putin

Tensão sobe na Ucrânia à velocidade dos mísseis de Putin

A Rússia deu mais uma demonstração de força militar, este sábado, com Vladimir Putin a supervisionar exercícios envolvendo mísseis com capacidade nuclear, horas depois de os Estados Unidos terem dado como certo os planos de Moscovo de invadir a Ucrânia nos próximos dias.

O aumento dos confrontos nas regiões separatistas de Donetsk e Lugansk, apoiadas por Moscovo, que já levou à retirada de civis e à morte de um soldado ucraniano este sábado, faz crescer receios de um grande conflito na Europa, ao fim de semanas de uma escalada de tensões. Os dramáticos alertas dos EUA, que antecipam uma invasão russa à Ucrânia "nos próximos dias", fazem soar alarmes e, do lado russo, o Kremlin tanto põe água na fervura como aumenta o lume. Isto enquanto o ministro dos Negócios Estrangeiros ucraniano, Dmytro Kouleba - que foi com o presidente do país à Conferência de Segurança de Munique, na Alemanha, para reforçar o apoio entre os aliados ocidentais - diz que Kiev está preparada "para todos os cenários".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG