EUA

Trump vai regressar às redes sociais com a sua própria plataforma

Trump vai regressar às redes sociais com a sua própria plataforma

O ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, banido do Twitter desde janeiro, vai regressar às redes sociais dentro de três meses, "com a sua própria plataforma", anunciou este domingo um conselheiro do antigo Chefe de Estado norte-americano.

"Penso que vamos ver o presidente Trump de regresso às redes sociais provavelmente daqui a dois ou três meses, com a sua própria plataforma", disse Jason Miller à cadeia de televisão Fox News.

O conselheiro de Trump não deu mais informações sobre esta plataforma, indicando apenas que estão a decorrer várias reuniões em Mar-a-Lago, a residência do empresário republicano milionário na Florida.

"Não há apenas uma empresa que contactou o presidente, há várias", disse, acrescentando que "esta nova plataforma será qualquer coisa de grande e vai trazer milhões e milhões de subscritores".

O Twitter, que foi, na campanha e durante o poder, o principal meio de comunicação do empresário nova-iorquino, suprimiu a conta @realDonaldTrump e os seus 88 milhões de seguidores, após a invasão e ataque ao Capitólio, em 6 de janeiro.

O ex-presidente, que deixou a Casa Branca em 20 de janeiro, após ter sido derrotado nas eleições presidenciais de novembro de 2020 pelo candidato democrata Joe Biden, foi também banido de forma temporária ou definitiva, da maioria das outras grandes redes sociais ou plataformas da Internet, como o Facebook, Instagram, Youtube ou Snapchat.

As suas mensagens intempestivas, que atravessaram permanentemente a vida política norte-americana e mundial nos últimos anos, tornaram-se menos audíveis, mas Trump continua a manter a sua influência no seio do Partido Republicano e não exclui a hipótese de se apresentar de novo como candidato às eleições de 2024.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG