UE

Ursula "magoada e sozinha" no incidente do "sofagate"

Ursula "magoada e sozinha" no incidente do "sofagate"

A presidente da Comissão Europeia assumiu, em Bruxelas, que se sentiu "magoada e sozinha" no incidente protocolar ocorrido durante a recente deslocação à Turquia, sublinhando que tal aconteceu unicamente por ser mulher.

Num debate sobre os resultados da reunião em Ancara entre os presidentes do Conselho Europeu, Charles Michel, e da Comissão, e o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, aguardado depois do incidente que ficou conhecido como "sofagate", Ursula Von der Leyen insistiu que esperava ter sido tratada como "presidente da Comissão Europeia".

Todavia isso não aconteceu por "ser uma mulher", acrescentou Von der Leyen, advogando que em causa não está a "disposição de assentos ou protocolo", mas sim "os valores que a UE defende", como a igualdade de género, ainda longe de estarem garantidos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG