Afeganistão

Uzbequistão nega que Ashraf Ghani se tenha refugiado no seu território

Uzbequistão nega que Ashraf Ghani se tenha refugiado no seu território

O Ministério dos Negócios Estrangeiros do Uzbequistão negou, esta terça-feira, a presença do Presidente afegão deposto Ashraf Ghani no seu território, ao contrário do indicado por alguns órgãos de comunicação social.

"Segundo dados oficiais, tais informações não correspondem à verdade", vincou o Ministério usbeque em comunicado, citado pela agência local Duna.

O documento nega também a chegada ao país de outras personalidades afegãs, como o ex-vice-Presidente Abdul Rashid Dostum, que fugiu do Afeganistão depois de os talibãs terem tomado a cidade de Mazar-i-Sharif.

Ghani, que deixou o Afeganistão no domingo para destino desconhecido, não se encontra também no Tajiquistão, segundo declaração da diplomacia tajique.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros salientou que o Tajiquistão, que faz fronteira com o Afeganistão, não recebeu qualquer pedido do lado afegão a esse respeito.

Pouco depois de Ghani ter deixado o país, os talibãs tomaram Cabul sem resistência, com quase todas as províncias do país sob o seu controlo.

PUB

Depois de ter fugido secretamente do país e sem uma renúncia pública ao cargo, Ghani alegou em declaração que deixou o poder para "evitar derramamento de sangue", porque, segundo ele, os talibãs estavam dispostos a atacar Cabul para o derrubar.

Posteriormente, o político não fez mais declarações e não compareceu perante a imprensa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG