Fortuna

Vacina e água tornaram o "lobo solitário" no homem mais rico da Ásia

Vacina e água tornaram o "lobo solitário" no homem mais rico da Ásia

Chamam-lhe o "lobo solitário". Sozinho possui uma fortuna de cerca de 64 mil milhões de euros, fazendo dele a 11.ª pessoa mais rica do Mundo. A sua carreira passou por diversas áreas como o jornalismo, o cultivo de cogumelos ou a saúde. Mas foi com as apostas na produção de vacinas e na água engarrafada que o chinês Zhong Shanshan se tornou o homem mais rico da Ásia.

O multimilionário viu a sua riqueza aumentar em cerca de 5,7 mil milhões de euros em 2020, superando as fortunas do indiano Mukesh Ambani (cerca de 63 mil milhões de euros), com interesse no retalho, telecomunicações e desporto, e do chinês Jack Ma (cerca de 41 mil milhões de euros), fundador do grupo Alibaba, dedicado às vendas online.

De acordo com o ranking Bloomberg Billionaires Index, os 64 mil milhões de euros de Zhong Shanshan deixam-no na 11.ª posição das pessoas mais ricas do Mundo, uma lista liderada pelos norte-americanos Jeff Bezos, fundador e diretor-executivo da Amazon (cerca de 156 mil milhões de euros), Elon Musk, fundador e diretor-executivo da SpaceX (cerca de 140 mil milhões de euros) e Bill Gates, fundador e presidente da Microsoft (cerca de 108 mil milhões de euros), todos na indústria da tecnologia.

Segundo conta a BBC, Zhong revelou o capital da fabricante de vacinas Beijing Wantai Biological, em abril, ao colocar as suas ações na bolsa de valores chinesa. Três meses depois, o empresário fez a mesma coisa com a Nongfu Spring, a sua empresa de água engarrafada, apresentando-a publicamente em Hong Kong. Nessa altura, já o multimilionário ultrapassava a fortuna do fundador do grupo de empresas Alibaba, Jack Ma, que havia sido a pessoa mais rica da China e da Ásia.

Desde então, a Nongfu Spring tornou-se uma das empresas mais apetecíveis da bolsa de Hong Kong e as ações subiram 155%. Já as ações da Beijing Wantai Biological, fabricante chinesa que também está a desenvolver uma vacina contra a covid-19, subiram mais de 2000%. Esse crescimento súbito levou Zhong ao primeiro lugar dos mais ricos da Ásia e é um dos acúmulos de riqueza mais rápidos da história, segundo a Bloomberg.

Ricos ficaram mais ricos com a pandemia

Muitas das pessoas mais ricas do Mundo viram as suas fortunas disparar durante a pandemia da covid-19, incluindo o fundador da Amazon, Jeff Bezos, que ocupa o primeiro lugar da lista, nota a BBC.

PUB

Na Índia, Mukesh Ambani viu a sua riqueza subir de 15 mil milhões para 63 mil milhões de euros ao fechar uma série de acordos para transformar o seu conglomerado industrial Reliance Industries num gigante da tecnologia e do comércio eletrónico. No início de 2020, o Facebook anunciou que ia investir quase cinco mil milhões de euros na empresa indiana de internet móvel Reliance Jio, de Ambani.

Por outro lado, o chinês Jack Ma viu a sua fortuna cair de 50 mil milhões para 42 mil milhões de euros em outubro, enquanto o seu império Alibaba enfrenta maior escrutínio por parte dos reguladores chineses. O grupo de empresas está a ser investigado por alegações de comportamento monopolista, enquanto a afiliada Ant Group teve as suas ações no mercado bloqueadas em novembro.

A maioria dos novos multimilionários da China vem das áreas tecnológicas, mas as crescentes tensões entre a China e os EUA em relação à Huawei, TikTok e WeChat também derrubaram as avaliações das ações chinesas de tecnologia.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG