Teerão

Vídeo mostra avião ucraniano a ser atingido por dois mísseis no Irão

Vídeo mostra avião ucraniano a ser atingido por dois mísseis no Irão

O jornal norte-americano "The New York Times" divulgou um novo vídeo em que se pode ver o Boeing 737, da Ukrainian International Airlines, a ser abatido por dois mísseis.

As imagens, captadas por câmaras de vigilância, e verificadas pelo jornal, mostram que os mísseis foram disparados com apenas 30 segundos de diferença.

As 176 pessoas que seguiam a bordo do avião, que partiu de Teerão com destino a Kiev, morreram no dia 8 de janeiro. O Irão começou por negar a possibilidade de o acidente ter sido causado pelo lançamento de mísseis, mas, três dias mais tarde, admitiu ter abatido o aparelho por engano.

Um general da divisão aeroespacial do Exército, Amir Ali Hajizadeh, assumiu a "responsabilidade total" pela catástrofe, numa declaração transmitida pela televisão estatal iraniana, na qual avançou mais alguns detalhes sobre o trágico incidente, em que "o avião foi erroneamente identificado como um míssil de cruzeiro".

O general disse que o operador do míssil "teve dez segundos para decidir" e que agiu de forma "independente", ou seja, por conta e risco, devido a uma "interferência" nas telecomunicações. "Podia ter decidido abater ou não abater, e tendo em conta as circunstâncias, tomou a decisão errada", afirmou, acrescentando que "preferia estar morto". "Aceitarei de braços abertos" quaisquer decisões tomadas pelas autoridades iranianas, adiantou.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG