Os protestos não têm fim à vista em Hong Kong. Este sábado foi a vez dos professores se juntarem ao coro de críticas à chefe do executivo, Carrie Lam, e à brutalidade policial usada contra estudantes.

Tensão

Professores juntam-se aos protestos em Hong Kong

Professores juntam-se aos protestos em Hong Kong

"Protejam a próxima geração" e "Não matem os nossos alunos" foram algumas das palavras de ordem usadas pelos professores, que vestiram negro durante a marcha de protesto.