Espanha

Vizinhos pedem a mulher que trabalha em supermercado para deixar o prédio

Vizinhos pedem a mulher que trabalha em supermercado para deixar o prédio

Miriam Marin, funcionária num supermercado de Cartagena, Espanha, foi surpreendida por uma nota dos vizinhos a pedir-lhe que abandonasse o prédio. Foi o filho de 10 anos quem encontrou o papel deixado por debaixo da porta.

"Somos teus vizinhos e queremos pedir-te que deixes a tua casa enquanto isto durar, pelo bem de todos", lê-se na mensagem denunciada pela mulher nas redes sociais.

Na nota anónima, escreveram ainda: " Sabemos que trabalhas num supermercado, aqui vivem muitas pessoas e não queremos correr riscos".

Segundo conta Miriam, foi o filho de dez anos quem encontrou o papel, deixado por debaixo da porta, leu-o, e ficou a chorar a pensar que a família ia ser expulsa por a mãe trabalhar num supermercado. "Foi covarde. Estou muito orgulhosa de trabalhar num supermercado, ajudamos muita gente, apesar de nos colocarmos em risco".

A mulher que publicou fotografias e um vídeo a denunciar a situação este domingo conta que teve de se "controlar para não sair de casa e insultar todos".

Ao contrário dos aplausos e de outras manifestações de gratidão por aqueles que continuam a trabalhar que têm surgido estas semanas em todo o mundo, neste caso as palavras não foram de agradecimento.

"Também temos uma família, podemos contagiá-la e eles não percebem isso. Sei bem o que fazer, não me dão lições. Não posso sequer dar um beijo ao meu filho".

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG