Conselhos úteis

A gripe espanhola e a Covid-19 podem ser comparadas?

A gripe espanhola e a Covid-19 podem ser comparadas?

Embora o Mundo tenha enfrentado várias pandemias importantes nos últimos 100 anos, uma das piores foi a pandemia de influenza de 1918, a chamada gripe espanhola. Com todas as semelhanças que se possam encontrar, na realidade as diferenças entre as duas pandemias são enormes.

São ambas causadas por um vírus, mas com mecanismos de ação e inoficiosidade diferentes. Contudo, o que realmente as distingue são os 100 anos de distância, com tudo o que isso implica em termos de condições de vida e evolução tecnológica.

A grande e fundamental diferença é a capacidade atual de luta contra uma pandemia. Nunca tivemos a academia tão perto dos decisores, discutindo estimativas, analisando o impacto das diferentes estratégias. A capacidade científica e técnica nunca foi tão forte como agora - para desenvolver ou testar medicamentos ou testes diagnósticos.

A informação e tecnologia existentes atualmente permitem-nos fazer diagnósticos com maior precisão. Existem dezenas de empresas a trabalhar no desenvolvimento de uma vacina contra o novo coronavírus, e mais de 100 ensaios clínicos em curso para encontrar um medicamento eficaz. Um dos principais tratamentos para a gripe espanhola era a aspirina... que na altura, sabemos hoje, era recomendada em doses tóxicas.

Embora a pandemia de Covid-19 esteja longe do seu final, a menor mortalidade do que a da pandemia da gripe espanhola está muito provavelmente relacionada com um melhor conhecimento dos vírus, da forma como as pandemias ocorrem, a melhores e mais capazes cuidados de saúde primários e hospitalares (antivirais, oxigénio, ventiladores, etc.).

Também a comunicação e a forma como sabemos o que se passa em todo o Mundo é significativamente diferente da forma como cada país acompanhava a pandemia em 1918. Hoje, partilhamos informação (quase em tempo real), dados científicos, moléculas e experiências sobre os diferentes fármacos.

Não devemos esquecer, contudo, que assim como a evolução tecnológica nos tem permitido reduzir o impacto da pandemia, é o cumprimento das medidas de higiene individuais e sociais que tem permitido o seu controlo.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG