Covid-19

Adriano Maranhão não aparenta ter febre. "Sinto o corpo cansado"

Adriano Maranhão não aparenta ter febre. "Sinto o corpo cansado"

Adriano Maranhão, o português infetado com coronavírus, no Japão, já deu entrada num hospital. Falou com a mulher e contou como foi a viagem.

"Fizemos uma viagem de sete horas, num autocarro transportava 18 pessoas, de várias nacionalidades, mas todos nas mesmas circunstâncias", disse Adriano Maranhão, numa videochamada com a mulher, Emmanuelle, a que os jornalistas puderam assistir.

"Na frente ia um carro da polícia, dois carros militares, que transportavam as nossas malas. Atrás de nós vinha uma ambulância e outro carro da polícia", relatou Adriano Maranhão, numa videochamada, cerca das 11.30 horas da manhã desta terça-feira, hora portuguesa, uma hora depois de chegar ao Hospital Universitário de Fujita.

"É um hospital novo, que ainda não foi inaugurado, que é muito bom", disse Adriano Maranhão. "Fomos bem recebidos, deram-nos uns papéis para preencher, porque vamos ter de medir a temperatura várias vezes ao dia, e o médico vem fazer a visita mais tarde", acrescentou.

Adriano Maranhão disse que lhe foi medida a temperatura à chegada. "Tinha 37 graus, mas sinto o corpo cansado. Dizem que é normal, que não apresentamos os sintomas graves que eles falam", disse.

O canalizador português disse, ainda, que o grupo tem dois intérpretes, que falam em inglês, com os doentes internados neste novo hospital, ao qual chegou após vários dias a bordo do "Diamond Princess", onde foram confirmados 700 casos, que resultaram em quatro mortes, com o último óbito a ser anunciado esta terça-feira pelas autoridades japonesas. .

PUB

O balanço provisório da epidemia do coronavírus Covid-19 é de 2705 mortos e mais de 80 mil pessoas infetadas, de acordo com dados reportados até hoje, por cerca de 30 países.

Além de 2665 mortos na China, onde o surto começou no final do ano, há registo de vítimas mortais no Irão, Coreia do Sul, Itália, Japão, Filipinas, França e Taiwan.

Em Portugal, já houve 14 casos suspeitos, que resultaram negativos após análises, estando um novo caso a ser avaliado.

A Organização Mundial de Saúde declarou o surto do Covid-19 como uma emergência internacional e alertou para uma eventual pandemia, após um aumento repentino de casos em Itália, Coreia do Sul e Irão nos últimos dias.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG