Denúncia

Ingleses entopem Aeroporto de Faro por falta de inspetores

Ingleses entopem Aeroporto de Faro por falta de inspetores

Centenas de pessoas desesperaram esta quarta-feira pelo controlo de passaportes, por causa da abertura do corredor aéreo com o Reino Unido. O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) e a ANA Aeroportos trocam acusações sobre a responsabilidade do que aconteceu.

"O SEF a funcionar com dois colaboradores para esta torrente de gente! Quisemos tanto o corredor turístico aberto para isto?", denunciou o deputado social-democrata Cristóvão Norte, no Twitter, partilhando a imagem de origem desconhecida, em que se veem centenas de passageiros a aguardar, com malas e bagagens, no aeroporto de Faro.

No Facebook correu a mesma imagem, partilhada vezes sem conta. "E a luta inglória continua... nem num ano como este o aeroporto de Faro se conseguiu organizar para evitar as horas de desespero para os turistas em filas infindáveis que, infelizmente, se tornaram habituais", comentava um dos utilizadores da rede social.

O SEF confirmou a veracidade do momento, explicando que "se tratou de uma situação pontual e circunscrita, registada em apenas uma hora, no dia 26 de agosto". Segundo o serviço, durante aquela hora aterraram oito voos, o que correspondeu a mais de 800 passageiros controlados na fronteira.

"Atualmente, o controlo documental de passageiros no Aeroporto de Faro está a funcionar, por determinação da ANA Aeroportos, na chamada 'zona de inverno', que não se encontra adequada a receber o exponencial crescimento do número de passageiros (+190%), após a abertura do corredor aéreo com o Reino Unido", adiantou fonte do SEF, ao JN.

Reforços a caminho

"Esta zona de inverno contempla apenas cinco posições de controlo documental de passageiros na área de chegadas, não tendo a ANA Aeroportos ainda aberto a «zona de verão» que contempla 10 posições de controlo que permitiriam garantir maior celeridade no controlo de fronteira", acrescentou, salvaguardando que "ainda assim, com o reforço de efetivo do SEF, operado esta semana, o serviço assegurará mais 12 inspetores afetos ao Aeroporto de Faro".

A mesma fonte acrescentou que, a partir da próxima segunda-feira, entrarão em funcionamento naquele aeroporto "16 e-gates de nova geração, que irão possibilitar um controlo de fronteira automatizado e em menos de 20 segundos (oito localizadas na zona das partidas e oito nas chegadas".

Falta de recursos do SEF

Por seu lado, a ANA esclarece que " situação ocorreu na zona de controlo de fronteira" e que "dos cinco postos de controlo, apenas dois estavam em funcionamento". Além disso, "os equipamentos de controlo electrónico não estão em funcionamento". E conclui: "A ANA lamenta que essa falta de recursos por parte do SEF cause impacto negativo nos passageiros que chegam ao aeroporto de Faro".

Outras Notícias