Presidenciais

Ana Gomes: "Não me candidato contra ninguém, candidato-me pelos portugueses"

Ana Gomes: "Não me candidato contra ninguém, candidato-me pelos portugueses"

A diplomata e ex-eurodeputada Ana Gomes anunciou oficialmente a candidatura à presidência da República, esta quinta-feira, prometendo a defesa "da igualdade e da democracia". "Não me candidato contra ninguém, candidato-me pelos portugueses", garantiu.

A candidatura de Ana Gomes, anunciada na terça-feira mas só oficializada hoje, na Casa da Imprensa, em Lisboa, serve a "liberdade" e a "democracia" e apresenta-se "contra as desigualdades, contra a lentidão na justiça, a corrupção e a frouxidão no combate ao crime económico e financeiro". Por uma presidência "diferente" e "livre", mais "independente", "que sirva o interesse nacional e não tenha medo de ir contra poderes instalados", que "escrutine" e "colabore" com os Governos, que não seja "refém de qualquer estratégia partidária", tanto de quem está no poder, como de quem está na oposição.

"Não me candidato contra ninguém, candidato-me pelos portugueses", assegurou a ex-eurodeputada socialista, afastando eventuais quezílias pessoais com outros candidatos. Ana Gomes considerou "inaceitável" a "desvalorização" das Presidenciais que acusa o seu partido de ter demonstrado ao não apresentar um candidato "saído das suas fileiras". "Como pode o socialismo democrático não participar nesta eleição? Como pode dispensar-se de estar genuinamente representado numa competição democrática para o mais alto cargo do país? Ainda para mais quando vivemos tempos estranhos (...) que anunciam desemprego, tensões sociais e políticas, desigualdades e insegurança...", questionou Ana Gomes, assumindo-se representante do "socialismo democrático e progressista". "Não quero dividir o PS nem o país".

"Não devo nem posso desertar deste combate pela democracia", insistiu, acrescentando que só esta trará "esperança e progresso" aos "milhares de portugueses desiludidos e deixados para trás pela crise, pelo desemprego e pela exclusão".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG