Exclusivo

Apenas 14% dos idosos pobres usam apoios para pagar medicamentos

Apenas 14% dos idosos pobres usam apoios para pagar medicamentos

No final do ano passado, 22 572 beneficiários do Complemento Solidário para Idosos estavam inscritos para ajuda na compra de óculos, fármacos e próteses dentárias.

O regime de benefícios adicionais de saúde, criado em 2007 para ajudar as pessoas mais velhas e carenciadas na compra de óculos, próteses dentárias removíveis e medicamentos, é utilizado por apenas 14% dos beneficiários do Complemento Solidário para Idosos (CSI). Em 2020, este regime reembolsou 86 664 pedidos, num total de 2,1 milhões de euros. A grande maioria (95%) são despesas com remédios.

Todos os beneficiários do CSI podem recorrer aos benefícios adicionais de saúde para ajudar a pagar as contas da farmácia, do oculista ou do dentista. Porém, à exceção do ano passado, o número de inscritos têm vindo a diminuir. Chegaram a ser 24 418 em 2016 e totalizaram 22 572 em dezembro de 2020 (mais 335 do que em 2019), como revela o Relatório de Acesso aos Cuidados de Saúde nos Estabelecimentos do SNS e Entidades Convencionadas de 2020.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG