Covid-19

Autarca de Ovar pergunta se não "há coragem" para impôr cerca sanitária em Lisboa

Autarca de Ovar pergunta se não "há coragem" para impôr cerca sanitária em Lisboa

Salvador Malheiro, presidente da Câmara Municipal de Ovar, questionou na sua conta oficial do Twitter o porquê de não ter sido decretada uma cerca sanitária em Lisboa. "Ou só há coragem para Ovar?", pergunta.

O número de infetados da covid-19 na região de Lisboa e Vale do Tejo continua a subir nos últimos dias. Este domingo, de acordo com o boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS), foram registados mais 255 doentes com o novo coronavírus nesta região. O total é de 16762 doentes infetados.

Este domingo, Salvador Malheiro decidiu questionar o porquê de não existir uma cerca sanitária na capital. Na rede social Twitter, o autarca de Ovar disse que a 17 de março, quando foi decretada a cerca sanitária naquele concelho, percebeu-se a gravidade da situação e foi decretado estado de calamidade. "Depois todo o País passou a essa condição. Não fazia sentido fazer cercos. Entretanto tudo melhorou. Hoje Lisboa está a colocar em risco todo o País. Não esperem mais. Ou só há coragem p/Ovar?", disse.

Este domingo, Marcelo Rebelo de Sousa disse que apoiava tudo o que fosse preciso para "impedir o descontrolo" em Lisboa. "Aquilo que o Governo entender na base da posição dos autarcas e, sobretudo, do juízo das autoridades sanitárias que deve ser feito, eu acompanho atentamente e só posso apoiar aquilo que for necessário fazer para impedir o descontrolo de um processo que tem vindo a ser cuidadosamente controlado", disse.

O primeiro-ministro António Costa e a ministra da Saúde Marta Temido vão reunir esta segunda-feira com autarcas da região de Lisboa e Vale do Tejo, como Sintra, Amadora, Lisboa, Loures e Odivelas, para avaliar a situação da covid-19.

Outras Notícias