O Jogo ao Vivo

Exclusivo

Camião "rastreia" insuficiência cardíaca no país

Camião "rastreia" insuficiência cardíaca no país

Estudo incide sobre maiores de 50 anos e vai abranger todas as regiões até ao final de 2022.

Passaram mais de 20 anos desde que a insuficiência cardíaca foi esmiuçada a nível nacional. Mas, este ano, termina o interregno. Um camião do estudo PORTHOS ("PORTuguese Heart Failure Observational Study", a sigla em inglês) vai percorrer as regiões de Portugal Continental, permitindo conhecer a prevalência da insuficiência cardíaca no país. O objetivo é assegurar um diagnóstico precoce e um tratamento atempado dos doentes.

A amostra será de 5600 pessoas, acima dos 50 anos, selecionadas aleatoriamente da lista de inscritos nos centros de saúde. "Estimamos que dois mil destes possam ter insuficiência cardíaca", diz Cristina Gavina, uma das principais investigadoras do estudo, organizado pela Sociedade Portuguesa de Cardiologia, a Nova Medical School e a AstraZeneca. A farmacêutica vai investir cerca de um milhão de euros.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG