Covid-19

Centros de vacinação poderão encerrar com 85% da população vacinada

Centros de vacinação poderão encerrar com 85% da população vacinada

Os grandes centros de vacinação no âmbito do combate à covid-19 poderão começar a fechar quando 85% da população estiver vacinada com as duas doses.

Esta hipótese foi avançada, na manhã desta terça-feira, pelo vice-almirante Gouveia e Melo, atual coordenador da task force responsável pelo plano de vacinação, na visita que efetuou ao centro de vacinação em São João da Madeira.

"Estamos com 80% de primeiras doses, 73% de segundas doses [números de hoje]. Temos que ficar no mínimo 85%, 85%", precisou ao ser questionado sobre o encerramento dos centros de vacinação. Sem precisar datas, assumindo apenas que, "ainda temos muita gente para vacinar".

"Tenho a certeza absoluta que os senhores presidente de Câmara não vão desistir no fim da corrida", afirmou sobre a possibilidade de algumas autarquias prepararem para breve o encerramento dos centros

Gouveia e Melo diz existirem "diversos planeamentos", mas isso "não significa que fecham [os centros] no dia A ou B".

O fecho estará pendente de "como os portugueses vêm ao processo de vacinação ". "Há planos, mas não decisões", reiterou.

Quanto à aplicação de uma terceira dose, reforçou que ainda não há nenhuma decisão sobre o assunto, adiantando que, a acontecer, "não será uma terceira dose generalizada" - motivo pelo qual não haverá necessidade dos atuais centros de vacinação, podendo essas doses vir a ser administradas nos centros de saúde.

PUB

Sobre a possível reabertura do centro de vacinação do Queimódromo do Porto diz que "há boas notícias sobre as inoculações dadas", que serão transmitidas "pelas respetivas autoridades". Contudo, "ainda estamos à espera de resultados dos inquéritos".

Informou, ainda, que a vacinação dos jovens com mais de 12 anos engloba um "universo de cerca de 380 mil jovens", tendo já sido vacinado cerca de 50%.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG