Religião

Cinco novas igrejas legalizadas todos os meses em Portugal

Cinco novas igrejas legalizadas todos os meses em Portugal

Imigração do Brasil, África e países de Leste está a fazer aumentar a presença evangélica no país. Cultos também se têm vindo a legalizar para aproveitar os benefícios fiscais.

Desde 2006 que, em média, são legalmente criadas cinco novas igrejas por mês em Portugal. Números avançados pelo Ministério da Justiça e pela Comissão da Liberdade Religiosa (CLR) referem que entre 2006 e 2018 (ou seja, em 12 anos) foram criadas 860 Pessoas Coletivas Religiosas. A explicação deve-se, por um lado, à vinda de imigrantes do Brasil, África e países do Leste europeu, que professam outras religiões, e também ao facto de as igrejas pretenderem usufruir dos benefícios fiscais em vigor.

"Cerca de 85% das comunidades que se registam são Evangélicas. A Igreja Católica não entra neste registo porque tem uma estrutura à parte", disse, ao JN, Fernando Soares Loja, vice-presidente da CLR, afirmando que "todas as semanas, chegam à Comissão novos processos".

Ler mais na edição impressa ou na versão e-paper

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG