Serra da Estrela

Concelhos mais afetados pelo fogo pedem que Governo decrete estado de calamidade

Concelhos mais afetados pelo fogo pedem que Governo decrete estado de calamidade

O Governo vai reunir-se na segunda-feira com os presidentes de câmara dos cinco concelhos mais afetados pelo incêndio da serra da Estrela, com o objetivo de aferir os prejuízos causados e "estabelecer as medidas necessárias de apoio". Autarcas exigem que seja decretado estado de calamidade.

De acordo com informação transmitida à agência Lusa por fonte do gabinete da ministra da Presidência, esta reunião, na qual estarão presentes vários ministros, vai acontecer na segunda-feira de manhã, pelas 10 horas, em Manteigas (distrito da Guarda).

O executivo vai reunir-se "com os autarcas dos municípios do Parque Natural da Serra da Estrela mais afetados pelos incêndios", nomeadamente Covilhã, Guarda, Manteigas, Celorico da Beira e Gouveia, "para avaliar as necessidades e respostas integradas para estes concelhos" na sequência do incêndio que lavra naquela região.

PUB

"Esta reunião visa aferir os danos e prejuízos causados por aquele que foi o maior incêndio florestal ocorrido este ano no país, de forma a estabelecer as medidas necessárias de apoio às famílias, às empresas e à reabilitação das zonas afetadas, nomeadamente do Parque Natural da Serra da Estrela", referiu a mesma fonte.

Pelo Governo, estarão presentes a ministra da Presidência, Mariana Vieira da Silva, o ministro da Administração Interna, José Luís Carneiro, a ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, o ministro do Ambiente e da Ação Climática, Duarte Cordeiro, a ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa e a ministra da Agricultura e da Alimentação, Maria do Céu Antunes.

A serra da Estrela está a ser afetada por um incêndio que deflagrou no dia 06 de agosto em Garrocho, no concelho da Covilhã (distrito de Castelo Branco) e foi dado como dominado no sábado, dia 13, mas sofreu uma reativação na segunda-feira. Foi considerado novamente dominado na quarta-feira à noite.

As chamas estenderam-se ao distrito da Guarda, nos municípios de Manteigas, Gouveia, Guarda e Celorico da Beira, e atingiram ainda o concelho de Belmonte, no distrito de Castelo Branco.

Hoje, após uma reunião conjunta, os seis municípios abrangidos pelo Parque Natural da Serra da Estrela exigiram que seja decretado "estado de calamidade", devido ao incêndio que atinge a região, e apoios imediatos para colmatar prejuízos de "centenas de milhões de euros".

"Defendemos decretar com efeitos imediatos o estado de calamidade para toda a área do Parque Natural da Serra da Estrela e a elaboração de um plano de revitalização deste nosso parque", exigiu o presidente da Câmara Municipal da Guarda, Sérgio Costa, após uma reunião conjunta com autarcas da Covilhã, Celorico da Beira, Gouveia, Seia e Manteigas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG