Coronavírus

Confirmados 59 casos de Covid-19 em Portugal. Criança com menos de 9 anos infetada

Confirmados 59 casos de Covid-19 em Portugal. Criança com menos de 9 anos infetada

O número de casos confirmados de infeção pelo novo coronavírus que causa a doença Covid-19 subiu para 59, mais 18 do que os contabilizados na terça-feira.

De acordo com o boletim sobre a situação epidemiológica em Portugal, divulgado pela Direção-Geral da Saúde (DGS) esta quarta-feira, há 83 casos que aguardam resultado laboratorial. No total, desde o início da epidemia, registaram-se 471 casos suspeitos. É o maior aumento diário de pessoas infetadas desde o início da epidemia.

Segundo a DGS, há ainda 3066 contactos em vigilância pelas autoridades de saúde, um aumento face aos 667 divulgados na terça-feira.

Há um caso confirmado de um menino com menos de dez anos internado e 11 casos de jovens entre os dez e os 19 anos.

Existem também sete doentes acima dos 70 anos, dois dos quais relativos a homens com mais de 80 anos.

PUB

É entre a população com idades entre os 40 e os 49 anos que se registam mais casos (16 casos), seguindo-se a faixa etária entre os 60 e os 69 anos (seis casos).

Há ainda quatro jovens entre os 20 e os 29 anos, adianta o boletim da DGS, que aponta ainda nove doentes com idades entre os 30 e os 39 anos.

Apenas dois dos 59 doentes infetados não estão internados.

A região Norte continua a ser a que regista o maior número de casos confirmados (36), seguida da Grande Lisboa (17) e das regiões Centro e do Algarve, ambas com três casos confirmados da doença.

Segundo o mapa disponibilizado pela DGS, continua a não haver casos registados no Alentejo e Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira.

Os dados da DGS adiantam que nove casos resultam da importação do vírus de Itália, dois de Espanha e um continua em investigação relativamente à origem da Alemanha ou da Áustria.

De acordo com a Direção-Geral da Saúde, "há seis cadeias de transmissão ativas", uma situação que se mantêm igual à reportada na terça-feira.

Tosse é o sintoma mais apontado (66%), seguido de febre (47%), dores musculares (46%), dores de cabeça (42%), fraqueza generalizada (31) e dificuldades respiratórias (10%).

A epidemia de Covid-19 foi detetada em dezembro, na China, e até ao momento cerca de 114 mil pessoas de mais de cem países foram infetadas, mas a maioria (mais de 63 mil) já recuperou.

O novo coronavírus provocou até ao momento mais de quatro mil mortos.

Nos últimos dias, a Itália tornou-se o caso mais grave de epidemia fora da China, estando neste momento em quarentena.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG