Premium

Deficientes "expulsos" do sistema aos 18 anos

Deficientes "expulsos" do sistema aos 18 anos

Instituições denunciam crónica falta de resposta. Há quem tenha condições para abrir mais vagas, mas Estado tem recusado apoio.

Integrados no sistema de ensino e acompanhados por técnicos especializados, os jovens com deficiência perdem todos estes apoios quando fazem 18 anos. Um facto que vale a pena lembrar esta terça-feira, Dia Mundial da Paralisia Cerebral. Como a maioria das famílias não tem possibilidade de disponibilizar, pelo menos, 600 euros por mês para os colocar em instituições privadas, são obrigadas a ficar em casa com os filhos.

Vice-presidente da Federação Nacional de Cooperativas de Solidariedade Social (Fenacerci), Rogério Cação revela que, em 2016, foram sinalizados 1997 casos à saída do sistema educativo, sem apoios. "A maioria era referente a situações de resposta ocupacional", diz.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG