Exclusivo

Despesa com médicos tarefeiros aumentou para 130 milhões em ano de pandemia

Despesa com médicos tarefeiros aumentou para 130 milhões em ano de pandemia

Despesa com prestações de serviços médicos subiu 10%. Horas extra no SNS custaram 334 milhões.

A despesa do Serviço Nacional de Saúde (SNS) com prestadores de serviços médicos não pára de aumentar, tendo atingido um novo máximo, no ano passado, de 130 milhões de euros. Apesar de ser desígnio do Governo reduzir o recurso aos denominados "médicos tarefeiros", o certo é, que, em ano de pandemia, os gastos subiram 10%. Já o custo do trabalho suplementar chegou aos 334 milhões de euros, o valor mais alto desde 2010.

De acordo com dados fornecidos ao JN pela Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS), a prestação de serviços médicos, em 2020, totalizou 4,3 milhões de horas, mais 9% face ao ano anterior. O que se traduziu numa despesa de 130 milhões de euros (dados ainda provisórios, sublinham), mais 11,6 milhões face a 2019.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG