Covid-19

DGS recomenda dose de reforço para pessoas imunossuprimidas

DGS recomenda dose de reforço para pessoas imunossuprimidas

A Direção-Geral da Saúde (DGS) passou a recomendar, esta quarta-feira, a administração de uma dose de reforço da vacina contra a covid-19 a pessoas com mais de 16 anos e com imunossupressão.

A Norma 002/2021, atualizada esta quarta-feira, prevê a administração de uma dose de vacina de mRNA com um intervalo mínimo de três meses, após a última dose do esquema vacinal anteriormente realizado.

Segundo uma nota enviada às redações, esta recomendação "tem como objetivo salvaguardar a eficácia das vacinas em pessoas com imunossupressão que possam não ter alcançado o nível de proteção adequado".

A norma abrange pessoas que poderão ter sido vacinadas durante um período de imunossupressão grave, nomeadamente as que realizaram transplantes de órgãos sólidos, pessoas com infeção VIH com contagem de linfócitos T-CD4+ <200/µL, doentes oncológicos e pessoas com algumas doenças autoimunes que tenham efetuado tratamentos referidos na Norma.

A DGS recorda que a administração da dose de reforço "deve ser efetuada sob orientação e prescrição do médico assistente".

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG