Chega

Direção de André Ventura eleita com 79%

Direção de André Ventura eleita com 79%

A direção nacional do Chega, proposta pelo líder, André Ventura, foi eleita com 312 votos, 79%, no III congresso nacional, que este domingo termina em Coimbra.

Ventura tinha pedido uma "maioria reforçada", acima dos 50% dos votos, quer para a sua lista quer para a moção global de estratégia, que se considera ser votada juntamente com a direção nacional.

Para a direção nacional, votaram 377 delegados, tendo-se registado 312 votos a favor, 29 abstenções e 36 nulos.

Os resultados foram anunciados pela mesa do congresso cerca das 16 horas, pouco antes de começar a sessão de encerramento, já com uma hora de atraso, e em que vão discursar o líder da Liga, Matteo Salvini, da extrema-direita italiana, e André Ventura.

Depois, foram anunciados os resultados para o conselho nacional, a que concorreu apenas a lista de Ventura, que obteve 311 (83%) em 364 congressistas.

No conselho de jurisdição nacional, a que concorreram três listas e votaram 364 delegados, venceu a lista B, de Rodrigo Taxa, com 201 votos (54%), seguido pela lista C, de José Dias, com 94 votos (25%) e pela lista A, de Carlos Monteiro, com 64 votos (17,2%).

Um empate a 180 votos entre as listas A e B para a mesa do congresso nacional vai obrigar à repetição da eleição para este órgão no congresso do partido, confirmando a notícia já avançada pelo diário 'online' Observador.

PUB

Foram ainda empossados a comissão política nacional, órgão de consulta do presidente e por ele nomeado, liderado por Diogo Pacheco de Amorim, e também a comissão de ética, presidida por Rui Paulo Sousa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG