Exclusivo

Diretores e professores defendem testagem de estudantes

Diretores e professores defendem testagem de estudantes

Reclamam que máscara passe a ser obrigatória no 1º Ciclo e que famílias cumpram as regras.

O 2.º período arranca esta segunda-feira com aulas presenciais. Até ao dia 21, professores e funcionários de escolas públicas e privadas serão testados à covid-19. O presidente da Associação Nacional de Diretores (ANDAEP), Filinto Lima, e o líder da Federação Nacional de Professores (Fenprof), Mário Nogueira, defendem que a testagem deve ser alargada aos alunos e repetida durante o ano letivo.

"Só espero que esta testagem massiva seja regular, por exemplo, uma vez por mês, e que depois de professores e funcionários sejam os alunos testados", defende Filinto Lima. Mário Nogueira concorda que o rastreio seja alargado aos alunos e se faça com alguma regularidade. O JN interpelou a Direção-Geral da Saúde e os ministérios da Educação e da Saúde sobre a possibilidade de os alunos virem a ser testados, tal como aconteceu no arranque do ano letivo com os do 3.º Ciclo e Secundário, mas não recebeu resposta até ao fecho da edição. No referencial publicado sexta-feira pela DGS, que atualiza as regras de isolamento, é mencionada a possibilidade de novos testes face a casos positivos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG