Tomorrow Summit

"É impossível dizer que há menos profissionais do que havia" no SNS

"É impossível dizer que há menos profissionais do que havia" no SNS

Desafiado a falar sobre Saúde e o Futuro, Diogo Serras Lopes garantiu, na Tomorrow Summit, no Porto, que o Serviço Nacional de Saúde (SNS) tem sido reforçado ao longo dos anos e que tem agora mais profissionais do que nunca.

Com o mote "Saúde: os desafios para o futuro", o secretário de Estado da Saúde discursou para uma plateia de cerca de 100 pessoas, sobre a importância do SNS no país e enalteceu ainda o reforço que tem sido feito na área, tanto a nível de profissionais, como de equipamentos. "A despesa em Saúde tem crescido de forma acelerada. Prova disso é que cerca de 12 mil milhões de euros dos impostos dos contribuintes vão para este setor", afirmou Diogo Serras Lopes.

"A qualidade e a diversidade de tratamentos que temos atualmente são muito diferentes do que havia há dez anos". Por exemplo, em 2015, o país tinha apenas disponível cerca de 800 mil vacinas contra a gripe e em 2021 adquiriu mais de 2,5 milhões de doses. Para o governante "há um claro salto qualitativo" representativo da capacitação que está a ser feita do SNS.

No entanto, alertou que a gestão deste setor exige um equilíbrio de recursos e decisões, nem sempre fácil de conseguir. "Em cada decisão que tomamos escolhemos salvar umas vidas e por consequência não conseguimos salvar outras", lamentou o secretário de Estado. Por isso garante que "o futuro passa por gastar dinheiro na prevenção e não na cura, que é cada vez mais cara".

Diogo Serras Lopes deixou ainda o recado de que os grandes desafios do futuro, para a Saúde, vão passar pela manutenção da sustentabilidade do sistema, a governação do setor, a gestão entre o público e o privado e ainda pela fomentação da cooperação entre todos os sistemas.

André Villas-Boas fez parte do painel do primeiro dia

A Tomorrow Summit, organizada pela Federação Académica do Porto, junta políticos, investigadores e personalidades nacionais na SuperBock Arena, no Porto, para discutirem e refletirem sobre o futuro, com a comunidade. André Villas-Boas fechou o primeiro dia da cimeira com uma masterclasse onde falou abertamente sobre a sua carreira no mundo do futebol e as suas paixões. Com um discurso motivacional, o treinador português inspirou a plateia a estabelecer objetivos e ainda a aprender a eliminar o ruído que os poderá distrair na hora de alcançar o sucesso.

PUB

A maior cimeira de inovação e tecnologia organizada por estudantes continua nos próximos dois dias. Na sexta-feira, o político Luís Marques Mendes vai dar uma masterclasse dedicada "ao emprego e economia" e no sábado, Inês Mendes da Silva, CEO da Notable vai discursar sobre "a tecnologia e o futuro". O ministro do Ambiente, João Matos Fernandes, também marcará presença, bem como a ministra da Presidência, Mariana Vieira da Silva, que vai encerrar a cimeira.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG