O Jogo ao Vivo

Exclusivo

Cidades do futuro ao alcance de todos em 15 minutos

Cidades do futuro ao alcance de todos em 15 minutos

A pandemia pressionou as zonas urbanas a reinventarem-se para dar aos cidadãos comércio, serviços e equipamentos de proximidade e de grande qualidade. As novas urbes serão multifuncionais, policêntricas e com tudo à distância máxima de um quarto de hora. A mobilidade suave também ganhará cada vez mais relevância.

Laura Alves intensificou, durante a pandemia, o hábito de "fazer as rotinas em torno de casa", no centro de Lisboa. Faz parte do número crescente de pessoas que quer ter, numa curta distância a pé ou de bicicleta, as lojas, serviços, equipamentos e espaços verdes de que necessita, mas numa cidade mais inclusiva, sustentável e saudável. Carlos Moreno, urbanista e professor na Universidade Sorbonne, em Paris, deu-lhe um nome: "Cidade em 15 minutos".

"As cidades devem ser inclusivas e não obrigar a grandes deslocações para se encontrar o que se necessita no dia a dia, para que sejam melhores locais para viver", defende Laura Alves. Nas imediações da sua casa, só ficam a faltar "espaços verdes de qualidade", mas sabe que muita gente é obrigada a percorrer longas distâncias de carro para encontrar o que precisa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG