Lá Fora

Roma pondera colocar grades contra abusos na Fontana de Trevi

Roma pondera colocar grades contra abusos na Fontana de Trevi

Um vereador da Autarquia da cidade eterna apresentou, recentemente, uma proposta para impedir turistas de se sentarem na famosa fonte e praticarem ações que danifiquem o monumento.

Iimpedir que os turistas se sentem na estrutura da Fontana de Trevi, protegendo assim um dos monumentos mais famosos de Roma dos abusos de que tem sido alvo nos últimos tempos, é o objetivo da proposta apresentada recentemente por Andrea Coia, vereador na Câmara de Roma, eleito pelo Movimento 5 Estrelas.

A Fontana de Trevi é um espaço icónico da "cidade eterna", onde, diariamente, milhares de pessoas vindas de todo o Mundo, se sentam para tiras fotos ou atirar a "moedinha da sorte" para as suas águas. Mas a massificação do turismo dos últimos anos ditou que o monumento fosse palco de atitudes pouco recomendáveis por parte dos visitantes

Só este ano há relatos de um turista americano apanhado a tomar banho na fonte, de uma italiana que foi impedida de esculpir na pedra do fontanário com uma chave, ou de três australianos alcoolizados a derramar bebidas na água. Situações que levaram, em pleno verão, o proprietário de um restaurante da zona, a classificar publicamente aquela que é uma das mais belas zonas da cidade como "nojenta".

Para travar os abusos, Andrea Coia apresentou a moção de vedar com grades o contacto direto dos visitantes com o monumento. "Roma é uma das cidades mais ricas em cultura do Mundo, e uma herança como essa deve ser respeitada e protegida", explica no texto que acompanha a proposta, onde acentua a necessidade de "favorecer um tipo de turismo mais respeitoso nos lugares simbólicos". A moção lembra que a Polícia já está instruída para proibir os turistas de se sentarem em "monumentos simbólicos" como nas famosas escadas da Piazza de Spagnia. E Coia defende ainda a instalação de postos de controlo policial fixos nas áreas que levam à Fontana de Trevi e às zonas que rodeiam o Coliseu para monotorizar o comportamento dos visitantes.

Imortalizada pelo mergulho de Anita Ekberg e Marcello Mastroianni no filme "La Dolce Vita" (1960), a Fontana de Trevi é um dos monumentos mais procurados de Roma, a seguir ao Vaticano. A tradição da "moedinha da sorte" tem permitido arrecadar um milhão de euros por ano, verba que é entregue à Cáritas.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG