O Jogo ao Vivo

Exclusivo

Exames nacionais deixam de ser feitos em papel até 2025

Exames nacionais deixam de ser feitos em papel até 2025

Plano enviado pelo Governo para Bruxelas prevê investimento de 12 milhões de euros na mudança gradual da avaliação externa.

Provas e exames nacionais vão progressivamente passar a ser feitos em formato digital. O Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), enviado para Bruxelas, prevê um investimento de 12 milhões de euros para se cumprir a desmaterialização da avaliação externa até ao fim de 2025. No total, está prevista uma dotação de 559 milhões para a inovação pedagógica e o desenvolvimento das competências em tecnologias digitais.

"Adotar processos desmaterializados de elaboração, distribuição, aplicação, realização e classificação das provas de avaliação interna e externa no âmbito da atividade do Instituto de Avaliação Educativa", lê-se no plano. Prevendo-se que o investimento permitirá "ir aumentando de forma gradual o número de provas abrangidas até 2025". Este ano, recorde-se, o primeiro diagnóstico feito a alunos do 3.º, 6.º e 9.º ano para aferir o impacto do ensino à distância já foi feito de forma digital.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG