O Jogo ao Vivo

27.09.2019

Fotogaleria

As imagens da greve pelo clima em Portugal

As imagens da greve pelo clima em Portugal

Cerca de 170 países marcaram, para esta sexta-feira, manifestações estudantis pelo clima. Portugal foi um dos países participantes. Veja as imagens.

Milhares de pessoas estão esta sexta-feira concentradas no Cais do Sodré, em Lisboa, num protesto em defesa do planeta, assumindo-se como sendo o "plano b" para resolver os problemas do mundo e acusando os decisores políticos de terem falhado.

Lisboa é uma das 30 localidades portuguesas onde se está a realizar mais uma manifestação no âmbito da greve climática global que está a acontecer em mais de 170 países. No Porto a concentração teve início pelas 17 horas, na Praça da República.

Marcada para as 15 horas, a concentração no largo lisboeta do Cais do Sodré conta com milhares de pessoas de todas e idades e variadas nacionalidades, que protestam contra as "políticas falhadas" dos decisores políticos, explicou à agência Lusa Sinan Eden, um dos responsáveis pela organização do evento.

"Nós somos o plano B", declarou à Lusa, durante a manifestação cujo slogan mais proclamado é "não há planeta B".

Ao contrário das últimas duas greves que se realizaram em Portugal no passado ano letivo, a de hoje acontece poucos dias depois de ter arrancado o começo das aulas, o que dificultou a mobilização de estudantes, explicou Sinan Eden.

Apesar disso, os jovens continuam a ser a maioria no protesto em Lisboa, que arrancou cerca das 15.30 horas e que tem como destino final a praça do Rossio, num cortejo que junta jovens de várias idades, idosos, várias famílias, grupos de amigos, pais e filhos.

Em plena campanha eleitoral para as eleições legislativas de 6 de outubro, são também vários os candidatos que marcam presença no protesto.

Forte apoio estudantil em Coimbra

Cerca de mil pessoas mobilizaram-se em Coimbra na manifestação pelo clima. A ação foi fortemente apoiada pela Associação Académica de Coimbra.

"Não estamos preocupados só com a nossa geração, mas também com as gerações futuras. Ontem já era tarde para se fazer alguma coisa", entende o presidente da Direção-Geral da Associação Académica de Coimbra, Daniel Azenha.

A Academia apoia a medida da Reitoria da Universidade de Coimbra, de acabar com a carne de vaca nas cantinas, considerando porém que não vai resolver tudo. "Nós também já aderimos aos copos reutilizáveis nas festas e vamos fazê-lo também no bar", completa o dirigente associativo.

Assunto mais falado

Duarte Antão, estudante de Arte e Design, considera que o assunto das alterações climáticas é mais falado agora do que na primeira greve pelo clima, em março. "No entanto ainda não podemos falar de medidas concretas tomadas pelos governos", lamenta.

O deputado pelo Bloco de Esquerda, José Manuel Pureza, foi um dos manifestantes de Coimbra.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG