Pandemia

Desconfinamento avança mas poderá ser reavaliado nos concelhos de risco

Desconfinamento avança mas poderá ser reavaliado nos concelhos de risco

António Costa confirmou esta quinta-feira que o plano de desconfinamento vai manter-se, para já, em todo o país, sublinhando, ainda assim, que existem concelhos que exigem "maior cautela".

Portugal mantém-se "na zona verde" - em termos de incidência de novos casos e taxa de transmissão - e, por isso, na próxima segunda-feira, 5 de abril, a segunda fase de desconfinamento vai mesmo avançar.

A confirmação foi feita esta quinta-feira por António Costa, após reunião de Conselho de Ministros. No entanto, recorda o chefe de Governo, é preciso cautela. "Há 19 concelhos (veja aqui quais são) com risco acrescido de transmissão", frisou, esclarecendo que, na próxima avaliação, daqui a 15 dias, se o nível de risco for o mesmo, terá de haver medidas.

Na comunicação ao país, Costa confirmou também que só no dia 6 de abril cessa a proibição de circulação entre concelhos (a medida vigora até às 23.59 horas de segunda-feira), pelo menos durante os próximos 15 dias.

"Na próxima quinzena não está prevista a proibição de circulação entre concelhos, seja à semana, seja ao fim de semana, confirmou, salientando que as medidas anteriormente anunciadas são para manter.

PUB

Quanto aos restaurantes de hotéis e às escolas de condução, não há qualquer alteração: permanecem fechados. Para que não restem dúvidas, esclareceu Costa, futebol, Fórmula 1 e MotoGP não terão público por serem eventos de "risco acrescido".

António Costa pediu, por fim, aos portugueses que evitem os convívios durante o período da Páscoa.

"O tradicional almoço de Páscoa deve ser mesmo evitado", frisou, recordando que esses momentos "são focos de transmissão da doença".

"Renovo o apelo para que todos façamos o esforço de evitar que esta Páscoa possa ser uma Páscoa infeliz", concluiu.

Com o novo passo dado no plano de desconfinamento, reabrem as escolas do 2.º e 3.º ciclos (e ATLs para as mesmas idades), os equipamentos sociais na área da deficiência; museus, monumentos, palácios, galerias de arte e similares; lojas até 200 m2 com porta para a rua, assim como feiras e mercados não alimentares (por decisão municipal).

Além disso, os restaurantes, pastelarias e cafés com esplanada também poderão reabrir, mas com grupos limitados a quatro pessoas e "mantendo todas as cautelas", pediu Costa.

"Obviamente, quando estamos a tomar café, seguramente não estaremos de máscara. Quando permanecemos no café, mesmo ao ar livre, devemos manter a máscara", frisou.

De referir ainda a reabertura dos ginásios, mas sem aulas de grupo.

António Costa aproveitou ainda para deixar uma palavra de agradecimento aos portugueses pelo esforço feito nos últimos meses, destacando que o facto de "só a Islândia" ter resultados melhores do que Portugal "é um motivo de orgulho".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG