Conferência

Governo assegura dois milhões de vacinas para a próxima época gripal

Governo assegura dois milhões de vacinas para a próxima época gripal

A Secretária de Estado Adjunta e da Saúde, Jamila Madeira, anunciou esta quarta-feira que, a pensar na próxima época gripal, Portugal vai assegurar "a maior compra de vacinas" já feita: dois milhões.

Durante a conferência de imprensa de apresentação do boletim epidemiológico, Jamila Madeira informou que o país está focado em encontrar soluções para "os obstáculos" que vão surgindo no combate à pandemia de covid-19, adiantando que se mantém a aposta no reforço da capacidade laboratorial e do Serviço Nacional de Saúde (SNS).

Para se preparar para a próxima época gripal, Portugal vai garantir a "maior compra de sempre" de vacinas contra a gripe: dois milhões, "mais 38%" do que no ano passado.

Questionada em relação às notícias que dão conta da saturação das Unidades de Cuidados Intensivos em alguns hospitais da região de Lisboa e Vale do Tejo, a secretária de Estado Adjunta e da Saúde esclareceu que, como as unidades hospitalares "funcionam em rede", a capacidade de internamento "não está saturada".

"O Amadora-Sintra tem em UCI a sua capacidade a 87%, portanto, ainda não está saturado", frisou.

Jamila Madeira confirmou ainda que existem três casos de infeção pelo novo coronavírus no hospital prisional de Caxias. "São três funcionários da área da cozinha", esclareceu, sublinhando que, neste momento, estão a ser rastreados os cidadãos que estiveram em contacto com estes trabalhadores.

Durante a conferência de imprensa foi igualmente confirmado um foco de infeção de covid-19 no Hospital de Torres Vedras, que integra o Centro Hospitalar do Oeste.

Há pelo menos oito pessoas infetadas, depois de um utente de um lar ter sido diagnosticado com a doença e atendido na unidade hospitalar.

Outras Notícias