Futebol

Graça Freitas avisa: "Não deve haver ajuntamentos nas imediações dos estádios"

Graça Freitas avisa: "Não deve haver ajuntamentos nas imediações dos estádios"

A dois dias da retoma do campeonato de futebol em Portugal, a diretora-geral da Saúde avisa que "não deve haver ajuntamento nas imediações dos estádios". Graça Freitas apelou à responsabilidade individual porque "vírus não desapareceu".

No dia 3 de junho, esta quarta-feira, Portugal volta a ver a bola dentro das quatro linhas. Mas Graça Freitas lembrou em conferência de imprensa, esta segunda-feira, que foi feito um grande esforço para que o campeonato de futebol português voltasse ao "ativo". "Reconhecemos que era uma atividade [futebol] importante do ponto de vista da nossa vida coletiva", disse a diretora-geral da Saúde. "Não vamos deitar tudo a perder", acrescentou.

Por essa razão, Graça Freitas rejeita que os adeptos, impossibilitados de assistir aos jogos nos estádios, se juntem nas imediações. "Apelo à responsabilidade individual", afirmou. Tanto a diretora-geral da Saúde como Jamila Madeira, secretária de Estado adjunta da Saúde, garantiram que o "vírus ainda não desapareceu", "está a circular". Os portugueses juntarem-se em grupos num café para ver os jogos também não é aconselhado.

Questionada sobre se os adeptos poderão ainda voltar aos estádios esta época, Graça Freitas preferiu não adiantar, mas assumiu que tudo será ponderado consoante a evolução da pandemia de covid-19. "Não lhe sei responder se vamos ter ou não pessoas nos estádios", concluiu.

Outras Notícias