O Jogo ao Vivo

Exclusivo

Há dez vacinas na fase 3 de ensaios clínicos e Europa quer acordo com seis

Há dez vacinas na fase 3 de ensaios clínicos e Europa quer acordo com seis

Há dez vacinas na terceira e última fase de ensaios clínicos - os testes em humanos em larga escala - e a União Europeia prepara-se para, nos próximos dias, assinar contrato com a Pfizer-BioNTech. Esta deverá ser a primeira vacina a chegar ao mercado: em 2020 e 2021, deverão ser produzidas mais de 1,3 mil milhões de doses. Portugal está ainda a desenhar a estratégia de vacinação, que inclui saber quem terá prioridade na administração do fármaco.

Portugal terá acesso às vacinas da mesma forma que os restantes países da União Europeia: através dos contratos que a Comissão está a negociar com vários consórcios. Assinado já está um contrato com a britânica Oxford-AstraZeneca, a norte-americana Johnson & Johnson e a franco-britânica Sanofi-GSK (esta última está na fase 2 de testes clínicos). Com estes contratos, a União Europeia vai comprar 800 milhões de doses, suficientes para inocular 400 milhões de pessoas (todas exigem duas tomas).

No futuro próximo, a Comissão Europeia prevê fechar acordo com três outros consórcios. Além da germano-americana Pfizer-BioN-Tech, que nos próximos dias se comprometerá a vender 300 milhões de doses, está previsto um acordo com a norte-americana Moderna (ambas a acabar a fase 3) e com a alemã Curevac. Deste segundo lote, só a Curevac ainda está na fase 2 dos ensaios clínicos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG