O Jogo ao Vivo

Acidente

Homem morre atropelado por carro em que seguia Eduardo Cabrita

Homem morre atropelado por carro em que seguia Eduardo Cabrita

Um homem de 43 anos morreu, esta sexta-feira, após ser atropelado por um carro que transportava o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, na autoestrada A6, em Évora.

"O Ministério da Administração Interna informa que, hoje, no regresso de uma deslocação oficial a Portalegre, a viatura que transportava o Ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, sofreu um acidente de viação, do qual resultou a morte, por atropelamento, de um cidadão na autoestrada A6", pode ler-se num comunicado do MAI.

A vítima mortal é um homem de 43 anos que "efetuava trabalhos de manutenção na via, na A6, perto da Azaruja", disse ao JN fonte do Comando Territorial de Évora da GNR. O acidente ocorreu ao quilómetro 77, no sentido Évora-Lisboa, perto da primeira saída para Évora, pelas 13 horas. O alerta foi dado às 13.14 horas. O homem ainda foi assistido mas acabou por falecer no local e o corpo já foi transportado para o gabinete médico-legal de Évora.

A vítima foi atropelada por um veículo ligeiro de passageiros que transportava o ministro Eduardo Cabrita e que seguia de Portalegre em direção a Lisboa. A viatura oficial ficou com alguns danos na parte fronteira. Não houve mais feridos.

PUB

A GNR de Évora acrescenta que as circunstâncias em torno deste acidente vão ser averiguadas pelo Núcleo de Investigação Criminal de Acidentes de Viação (NICAV) do Destacamento de Trânsito de Évora e "só depois do inquérito se chegará a alguma conclusão". Houve constrangimentos de circulação, por causa da limpeza da via e da remoção do veículo acidentado, trabalhos que foram concluídos cerca das 16.30 horas.

As operações de socorro mobilizaram 27 operacionais, apoiados por 12 veículos, incluindo meios dos bombeiros, GNR, INEM e da Brisa, concessionária da autoestrada.

"O acidente em causa foi participado pela Guarda Nacional Republicana e será naturalmente investigado, de acordo com os procedimentos em vigor", acrescenta a nota do gabinete do ministro.

"O Ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, lamenta profundamente o sucedido e apresenta sentidas condolências à família enlutada", termina o comunicado.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG