Pandemia

Incidência e transmissibilidade descem em dia com uma morte por covid-19

Incidência e transmissibilidade descem em dia com uma morte por covid-19

Portugal registou uma morte e 377 casos de covid-19 nas últimas 24 horas. Nos hospitais, há menos doentes internados.

A covid-19 causou 16989 mortes em Portugal, uma nas últimas 24 horas, desde que foram conhecidos os primeiros casos da doença causada pelo vírus da SARS-CoV-2 no país, em março de 2020. Neste período, foram detetadas 838852 infeções, 377 esta sexta-feira revela o boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Os 377 novos casos desta sexta-feira representam uma ligeira subida relativamente aos 373 casos de quinta-feira, mas configuram uma descida de 83 infeções em comparação com as 460 registadas na sexta-feira passada, dia 30 de abril.

Além disso, Portugal mantêm-se abaixo dos 500 casos diários pelo nono dia consecutivo, naquele que é, também, o sexto dia seguido com menos de de 400 casos de covid-19, por dia.

Nos hospitais, o total de internados desceu para 280, menos três do que ontem. Entre os doentes graves, internados em UCI, registou-se uma descida para 75, menos dois do que ontem. Registos idênticos aos de março de 2020, cerca de três semanas após a entrada da pandemia em Portugal.

Sexta-feira é dia de atualização da matriz de risco, cujos parâmetros são fundamentais para determinar a evolução do desconfinamento no país. O índice de transmissibilidade, representado pelas letras R (t) desceu de 0,95 para 0,92, esta sexta-feira, abaixo do limite de 1, determinado como primeira linha vermelha pelo Governo.

PUB

O outro critério, a taxa de incidência, desceu de 61,3 casos por 100 mil habitantes, a nível nacional, para 57,7. Contando apenas o território continental, excluindo os dados dos arquipélagos dos Açores e Madeira, registou-se uma queda de 59,0, na quarta-feira, para 55,4, esta sexta-feira.

O total de casos ativos de covid-19 desceu para 22421 (menos 114), num dia em que mais 490 pessoas foram consideradas como recuperadas da doença (799442 no total).

A única vítima mortal registada nas últimas 24, uma mulher com menos de 70 anos, residia no Algarve, a região no extremo sul do continente de Portugal que perdeu 360 vidas desde o início da pandemia, de um total de 21758 casos de covid-19, dos quais 16 nas últimas 24 horas.

A Região Norte mantém-se como a zona do país com mais casos reportados por período de 24 horas, tendo juntado 143 infeções às 337103 anotadas desde o início da pandemia, das quais resultaram 5343 mortes.

Segue-se a Região de Lisboa e Vale do Tejo (RLVT), que soma 317013 casos de covid-19 desde o início da pandemia, 125 nas últimas 24 horas, com o total de óbitos a manter-se em 7200, o registo mais elevado no país.

A Região Centro soma 118970 casos positivos (mais 67) e 3016 óbitos, enquanto o Alentejo acumula 29832 infeções (mais nove) e 971 óbitos, desde o início da pandemia.

Nas ilhas, registaram-se mais nove casos nos Açores (4853 e 31 óbitos desde o início da pandemia), enquanto a Madeira reportou oito infeções - 9323 desde março de 2020, das quais resultaram 68 óbitos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG