SEDES

Inquérito vai revelar posições de emigrantes portugueses sobre temas como eleições

Inquérito vai revelar posições de emigrantes portugueses sobre temas como eleições

Um inquérito dirigido aos portugueses no estrangeiro vai revelar as suas posições sobre temas como o aumento de deputados eleitos pela emigração ou o voto eletrónico, estando prevista a divulgação das conclusões em junho, mês do Dia de Portugal.

Trata-se de um inquérito promovido pela SEDES - Associação para o Desenvolvimento Económico e Social, inserido no âmbito das atividades desenvolvidas pelo Observatório das Comunidades Portuguesas da organização.

A coordenadora do inquérito, Christine de Oliveira, disse à agência Lusa que este irá permitir "trazer um saber mais científico e menos empírico a questões que se colocam há vários anos".

O inquérito assume uma relevância maior após o anterior ato eleitoral, as legislativas de 30 de janeiro, que foram repetidas no círculo da Europa, após irregularidades com os boletins de voto.

O questionário incluirá perguntas como se a Assembleia da República deveria ter mais deputados eleitos pelo círculo da emigração e a opinião que as comunidades portuguesas têm sobre o voto eletrónico ou sobre os processos eleitorais.

Segundo Christine de Oliveira, a SEDES conta com os órgãos de comunicação social para divulgar a iniciativa, mas sobretudo com "os contactos dos contactos".

"Queremos trazer uma base científica o mais abrangente possível, de preferência com respostas válidas de todos os continentes", disse.

PUB

Os resultados do inquérito deverão ser conhecidos próximo do Dia de Portugal, Camões e das Comunidades, em 10 de junho, e ser transmitidos ao Governo português com um conjunto de propostas.

Segundo o relatório do Observatório da Emigração, apresentado em 2021, e de acordo com estatísticas das Nações Unidas, em 2019 existiam cerca de 2,6 milhões de portugueses emigrados.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG