Transportes

Calor afeta circulação de comboios Alfa Pendular

Calor afeta circulação de comboios Alfa Pendular

Após várias queixas públicas sobre comboios sem ar condicionado, a atingir temperaturas extremas no interior das carruagens, a CP cancelou as vendas para cinco circulações de longo curso, que se realizam com atraso e com menos passageiros.

Desde a hora de almoço deste domingo que não circulam comboios Alfa Pendular de Lisboa para Norte em plena ocupação. Só a partir das 20,09 horas poderão encher as carruagens a caminho do Porto.

Com problemas sucessivos desde há três dias no ar condicionado, que motivaram dúzias de queixas na página da CP no Facebook, no Portal da Queixa e na Deco, a empresa decidiu cancelar as vendas de bilhetes para os comboios que partiam da capital às 14,09 horas, às 16,09 horas, às 17,09 horas e às 18,09 horas (respetivamente, os Alfa número 133, 135, 127 e 137). Em consequência da decisão, as composições 186 (proveniente de Faro e com paragem em Lisboa) e os restantes Alfa Pendulares entre Lisboa e Porto estão com "lotação esgotada", segundo as bilheteiras da CP.

Do Porto para Lisboa, circulou também com ocupação abaixo do normal, pelo mesmo motivo, o Alfa Pendular que partia às 13,40 horas de Campanhã (comboio número 132).

A CP atribuiu as supressões às temperaturas extremas e disse ter "cancelado as vendas", porém tal apenas sucedeu depois das 18 horas de sábado. Até àquela hora, era possível efetuar-se a compra de bilhetes online. Para esta segunda-feira, ainda não estão canceladas as vendas, o que pode suceder novamente apenas ao final do dia.

"A CP - Comboios de Portugal optou por cancelar a venda de bilhetes para alguns comboios Alfa Pendular e Intercidades, nomeadamente aqueles que circulam em pontos que têm revelado maior impacto no aumento das temperaturas interiores, procurando gerir os níveis de ocupação e, desta forma, minimizar o desconforto da viagem", explicou a empresa, em comunicado.

Madalena Ribeiro e o namorado, ambos cegos, relataram este sábado, ao JN, o martírio de uma viagem no Alfa Pendular 133, que partiu de Santa Apolónia às 14 horas, com horário previsto de chegada a Campanhã às 16.44 horas.

"O comboio já partiu sem ar condicionado a funcionar. A temperatura dentro da carruagem chegou a 47 graus e as pessoas começaram a passar mal. Tentaram concentrar-se no bar, onde a situação era mais suportável, mas não dava para todos", relatou a passageira. "Ofereceram água aos passageiros e, primeiro, pensaram parar no Pombal para podermos apanhar ar, mas acabámos por parar apenas no Entroncamento, já eram 16,20 horas", acrescentou.

"Sem assistência da CP, de tal ordem que ainda foi o meu namorado que ajudou uns idosos a desembarcar a mala, fizeram-nos desembarcar numa plataforma ao sol, onde esperámos meia hora por outro comboio. Os outros passageiros ajudaram-nos a molhar os nossos cães-guia porque estavam prestes a ter um golpe de calor e foi graças a eles que nos encaminharam para o comboio regional que nos levou durante o resto da viagem", explicou Madalena Ribeiro.

Em condições "um pouco melhores em termos de temperatura, mas extremamente desconfortáveis em termos de assentos", o comboio, mais lento, efetuou as paragens que o Alfa teria feito, mas com um atraso superior a três horas. A chegada a Campanhã concretizou-se perto das 20 horas.

Imobusiness