Nacional

Estudantes querem juntar-se a sindicatos para uma greve geral sobre clima

Estudantes querem juntar-se a sindicatos para uma greve geral sobre clima

Os organizadores da manifestação estudantil pelo clima esperam cativar sindicatos para fazer do próximo protesto, marcado para 27 de setembro, uma greve geral.

Pela segunda vez, os estudantes portugueses aderiram à greve climática estudantil internacional, que se realizou em mais de 100 países e que em Portugal se alargou a 51 localidades, esta sexta-feira.

A estudante Alice Vale de Gato disse à Lusa que em Lisboa terão aderido "12 mil a 13 mil estudantes" ao protesto, que tem nova data marcada para setembro.

No manifesto que leram em frente à escadaria da Assembleia da República, onde terminou uma marcha iniciada na rotunda do Marquês de Pombal, os estudantes voltaram a exigir a declaração de emergência climática, a meta da neutralidade carbónica até 2030 e "uma enorme vontade política" aos decisores europeus e portugueses.

Esta sexta-feira, milhares de jovens saíram às ruas em todo o Mundo. Em Portugal, 51 cidades juntaram-se ao protesto de alerta pelo clima que juntou jovens e adultos em cerca de 100 países.