Exclusivo Edição Impressa

Nunca houve tão poucos a estudar para serem professores

Nunca houve tão poucos a estudar para serem professores

Especialistas defendem que não se está a formar docentes a mais, apesar da quebra da natalidade, pois é crucial renovar quadros e qualificar adultos.

No início do século, mais de 51 mil estudantes do ensino superior estavam em cursos de Educação para se tornarem professores. No ano passado, eram 13 603 - o número mais baixo dos últimos 20 anos. A quebra traduz o desencanto com uma profissão cada vez mais fechada, em virtude da diminuição da natalidade. "É o sistema a autorregular-se", resume o presidente da Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior (A3ES), Alberto Amaral.

Leia a nossa Edição Impressa ou tenha acesso a todo o conteúdo no seu computador, tablet ou smartphone assinando a versão digital aqui

ver mais vídeos