Saúde

Presidente da ADSE pediu demissão

Presidente da ADSE pediu demissão

Carlos Liberato Baptista demitiu-se, esta segunda-feira, da presidência da ADSE.

Fonte do Ministério da Saúde confirmou à agência Lusa a renúncia ao cargo do presidente do conselho diretivo da ADSE, acrescentando que Carlos Liberato Baptista alegou razões pessoais, que foram aceites pelo ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes. A informação foi avançada, esta segunda-feira à noite pelo jornal "Público".

Carlos Liberato Baptista manter-se-á em funções até ser substituído, acrescentou a mesma fonte da tutela.

A saída do presidente da ADSE ocorre numa altura em que a nova tabela de preços dos beneficiários do instituto público continua na agenda pública.

Desde o início de abril deste ano que a nova tabela de preços a pagar aos prestadores de cuidados de saúde aos beneficiários da ADSE está em vigor, após meses de negociações com os operadores e uma adenda com 15 alterações.

A decisão desagradou aos hospitais privados, que afirmam que os beneficiários da ADSE vão pagar mais se recorrerem aos serviços de urgência e insistem que não há razão para "protelar a incorporação" na tabela de vários temas que as partes "definiram como essenciais".

ver mais vídeos