Congresso

PSD: Aprovada com maioria e aplausos proposta de legalização da canábis

PSD: Aprovada com maioria e aplausos proposta de legalização da canábis

A proposta de "legalização responsável" do uso da canábis em Portugal, apresentada por Ricardo Baptista Leite e André Almeida, foi aprovada pela maioria dos delegados do PSD, este sábado à noite, no Congresso do partido, sob aplausos.

A proposta pretende a venda da canábis em farmácia ao mesmo preço que é vendida ilegalmente na rua, de forma a contornar o tráfico desta substância. "É preciso não esquecer que a canábis representa metade da receita dos traficantes do mundo", disse Ricardo Baptista Leite, ao JN. "À escala global representa um mercado de 150 mil milhões de dólares. Acabar com o negócio ilegal da canábis é acabar com parte do negócio do submundo das drogas", acrescentou.

No final da votação, o médico admitiu o agrado pelo resultado positivo de um tema "que espera que seja o PSD a liderar a discussão pública". "Conseguimos fazer uma proposta conservadora capaz de convencer os delegados do PSD. Agora cabe a Rui Rio afirmar a discussão de um tema fraturante," explicou, sem esconder o entusiasmo.

A proposta "Legalize" quer regulamentar também a produção e a distribuição. Pessoas com idade superior a 21 anos poderão adquirir canábis. A proposta defende, ainda, que os impostos arrecadados através da venda destes produtos "sejam acometidos exclusivamente" para "o reforço dos orçamentos das forças policiais e de investigação criminal envolvidos no combate ao tráfico de drogas".

ver mais vídeos