O Jogo ao Vivo

Mudança

Líder da DGAV demite-se após incêndio no canil em Santo Tirso

Líder da DGAV demite-se após incêndio no canil em Santo Tirso

O diretor-geral de Alimentação e Veterinária (DGAV), Fernando Bernardo, demitiu-se na sexta-feira, depois de António Costa ter afirmado, no debate do Estado da Nação, que a DGAV "não tem revelado capacidade ou competência de se ajustar à nova realidade legislativa". A notícia foi confirmada ao JN.

O pedido de demissão foi feito na sexta-feira, 24 de julho, após as críticas do primeiro-ministro no debate do Estado da Nação, e foi aceite no mesmo dia pelo Ministério da Agricultura. "Quanto à orgânica do Estado: temos de repensar, porque a Direção-Geral de Veterinária não está feita para cuidar de animais de estimação e manifestamente não tem revelado capacidade ou competência de se ajustar à nova realidade legislativa", disse então António Costa.

Fernando Bernardo está na Direção-Geral de Alimentação e Veterinária desde 2016. A entidade foi duramente criticada após o incêndio em dois canis ilegais em Santo Tirso, onde resultou a morte de pelo menos 73 animais (cães e gatos).

Outras Notícias