O Jogo ao Vivo

Racismo

Líder de movimento nacionalista é do Chega, Ventura vai averiguar

Líder de movimento nacionalista é do Chega, Ventura vai averiguar

Um dos líderes do movimento de extrema-direita suspeito de ameaçar deputadas de morte é militante ativo do Chega. Nuno Cardoso terá sido mesmo convidado para organizar a concelhia da Covilhã do partido de André Ventura. O líder do Chega e deputado promete agora abrir averiguações e punir os militantes que pertençam à Resistência Nacional.

"Em relação ao Nuno Cardoso, vou averiguar a sua militância, mas é garantido que não é dirigente do partido e não é possível controlar a origem dos milhares de militantes que se filiaram no partido", reagiu André Ventura em declarações ao JN, após a revista "Sábado" ter noticiado que aquele líder do movimento nacionalista é militante ativo da nova força parlamentar.

Foi o próprio Nuno Cardoso quem revelou à revista que é atualmente militante ativo do Chega e contou que lhe foi pedido que "organize a concelhia da Covilhã". Disse ainda que o movimento "não tem nada a ver com as ameaças" feitas por email. "Nunca teremos um comportamento belicista, nunca faremos ações dessa maneira", declarou o antigo braço direito de Mário Machado no grupo neonazi Nova Ordem Social.

A reação de André Ventura à notícia de que Nuno Cardoso pertence ao Chega não tardou e o deputado prometeu abrir averiguações disciplinares a todos os militantes do partido que são membros do movimento ou participantes no protesto da Resistência Nacional em frente à sede do SOS Racismo.

"Continuo a pensar que aquela ridícula parada teve o dedo da extrema-esquerda para incriminar o Chega e a mim próprio. A investigação dirá de sua justiça. Não pactuaremos com movimentos racistas de qualquer tipo. Mas, tal como anunciámos, não serão estes factos a impedir-nos de fazer em Évora a maior manifestação de sempre contra a hipocrisia do racismo em Portugal", reagiu ainda André Ventura ao JN.

Segundo a notícia da "Sábado", vai chamar com urgência à sede do partido as comissões políticas distritais de Castelo Branco e da Guarda, para além de abrir imediatamente averiguações disciplinares. E promete ainda que todos aqueles que tenham participado na referida marcha serão objeto de suspensão preventiva.

Outras Notícias