Exclusivo

Lista de espera nos crematórios e morgues hospitalares cheias

Lista de espera nos crematórios e morgues hospitalares cheias

Há unidades a recorrer a contentores frigoríficos. Óbitos por covid nestes 15 dias já são 20% do total desde março.

O aumento excecional da mortalidade, também pela pandemia de covid-19, e a preferência crescente pela cremação estão a esgotar a capacidade das morgues para guardar os corpos à espera de vez nos complexos funerários. Há hospitais a recorrer a contentores frigoríficos. O agendamento das cremações, que habitualmente se resolvia em dois dias, está a demorar até uma semana.

Na Grande Lisboa, onde a situação é mais crítica, o Ministério Público tem determinado ao encaminhamento direto para o Instituto de Medicina Legal (IML) na capital de falecimentos em casa ou na rua. No IML, são recolhidos pelas agências funerárias para cremação.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG