Covid-19

Madeira entra em situação de contingência

Madeira entra em situação de contingência

O arquipélago da Madeira vai entrar em situação de contingência, a partir de sábado, anunciou esta quinta-feira, o presidente do Governo Regional, Miguel Albuquerque.

Miguel Albuquerque anunciou ainda várias medidas como o regresso do uso obrigatório de máscara (interior e exterior) e a apresentação de certificado de vacinação e de um teste rápido negativo no acesso a eventos e a serviços no arquipélago. Em causa estão uma variedade de entidades do setor público e privado, como restaurantes, discotecas, ginásios e casinos.

Haverá um processo de testagem massiva da população, semanalmente, com a disponibilização gratuita de testes rápidos antigénio.

Quanto aos lares de idosos, passa a ser permitida apenas uma visita (testada e vacinada) por residente, passando a ser obrigatória também a testagem semanal de funcionários e utentes.

Numa ida ao supermercado ou a uma grande superfície, será recomendado que os clientes apresentem certificação de vacinação ou um teste rápido, com resultado negativo à covid-19, de periodicidade semanal.

No caso das entradas nos portos e aeroportos, os residentes vacinados devem repetir um teste à covid-19 no "quinto ou sétimo dia" na região. No caso dos residentes não vacinados, serão encaminhados para a vacinação.

Se não aceitarem receber a vacina, mesmo que realizem testes antigénio, os residentes não poderão participar em eventos da região que, nas próximas semanas, estarão sujeitos a mais restrições no acesso.

PUB

"Esta situação de contingência entra em vigor às 0 horas do dia 20 de novembro, o próximo sábado, considerando a evolução da pandemia na Europa e do mundo", disse o governante.

A Madeira entrou esta quinta-feira na categoria de risco elevado (vermelho) para a covid-19, de acordo com o mapa de viagens do Centro Europeu para Prevenção e Controlo das Doenças.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG