Legislativas

Mais de 13 mil pessoas em confinamento e idosos pediram para votar mais cedo

Mais de 13 mil pessoas em confinamento e idosos pediram para votar mais cedo

Mais de 13 mil pessoas em confinamento devido à covid-19 e idosos em lares inscreveram-se até às 18 horas deste domingo para o voto antecipado nas legislativas.

No total, o Ministério da Administração Interna (MAI) recebeu 13.010 pedidos de inscrição, dos quais 359 para o voto antecipado em confinamento e 12.651 de residentes de lares, segundo dados enviados à agência Lusa.

O prazo para as inscrições abriu na quinta-feira e está disponível até às 23.59 horas deste domingo.

Os eleitores que estejam a cumprir confinamento obrigatório ou estejam internados em lares podem inscrever-se através de meio eletrónico ou na junta de freguesia de residência, mediante a apresentação de procuração.

A votação decorre entre os dias 25 e 26 de janeiro e a recolha dos boletins está a cargo das equipas municipais que nesses dias vão, porta a porta, a casa de quem está confinado e aos lares de idosos.

Há um ano, para as eleições presidenciais, estavam inscritas 12.906 pessoas para as duas modalidades.

PUB

Apesar da possibilidade de votar em confinamento, este ano as pessoas que estiverem em confinamento por estarem infetadas com o SARS-CoV-2 vão também poder votar presencialmente, depois de o Governo ter pedido um parecer ao conselho consultivo da Procuradoria-Geral da República (PGR).

O Governo recomendou aos eleitores nessa situação que vão votar num período específico, entre as 18 horas e as 19 horas, aconselhando os restantes cidadãos a fazê-lo entre as 8 horas e as 18 horas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG