Covid-19

Marcelo prevê "luzinha no fim do túnel" em maio

Marcelo prevê "luzinha no fim do túnel" em maio

O presidente da República pediu, nesta terça-feira, um "suplemento de esforço" durante o mês de abril, confiante de que se o confinamento continuar a ser cumprido será possível ver uma "luzinha ao fim do túnel" em maio.

Foi um presidente da República otimista que saiu da reunião técnica, desta terça-feira, no Infarmed, com Governo, presidente da Assembleia da República e partidos da oposição. Uma reunião longa, que se prolongou por quase quatro horas, para ser possível "analisar tudo ao pormenor", justificou Marcelo Rebelo de Sousa.

"Se os portugueses forem capazes de manter esta dedicação durante o mês de abril, isso facilitará ver essa luzinha ao fim do túnel durante o mês de maio", revelou o presidente da República, em declarações aos jornalistas no final da reunião.

Marcelo Rebelo de Sousa garantiu, assim, que "o esforço dos portugueses está a dar resultados". No entanto, não se pode baixar a guarda. Por isso, pediu "um suplemento de esforço para se puder mudar uma página no fim do mês de abril".

Por isso, o presidente da República antecipou o que o primeiro-ministro irá anunciar, depois de amanhã, que seja no sentido de que as escolas deverão permanecer fechadas durante este mês de abril, insistindo que os bons indicadores não "dispensam um esforço complementar nas semanas que se seguem".

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG