Ensino

Menos 30 mil chumbos no Básico em dois anos

Menos 30 mil chumbos no Básico em dois anos

A taxa de retenção no Básico desceu 50% na última legislatura, graças ao Programa Nacional de Promoção do Sucesso Escolar. O Governo pretende um reforço no Secundário, até 2023.

O programa do Governo prevê a criação de "um plano de não retenção" até ao 9.º ano. Medidas, prazos e metas ainda não estão definidas, mas a batalha há muito que começou. Só no biénio 2016-2018, comparativamente a 2014-2016, chumbaram menos 30 mil alunos nos 663 agrupamentos abrangidos pelo Programa Nacional de Promoção do Sucesso Escolar (PNPSE), conclui o relatório de avaliação. Nas seis escolas que integraram o projeto-piloto de Inovação Pedagógica, as retenções desceram para níveis residuais.

O Ministério da Educação garante que não se trata de legislar passagens administrativas mas, antes, a continuidade de políticas aprovadas na anterior legislatura que apostam nas aprendizagens. O plano, garante a tutela, irá assentar em medidas que permitam aprendizagens individualizadas, atingindo-se a "progressiva redução das retenções".

Leia mais na edição impressa ou na versão e-paper

Outras Notícias